Há erros na exibição desta página. Habilite JavaScript ou consulte a ajuda de seu navegador para visualizá-la corretamente.

Preparando o terreno

Agora, vamos observar outras despesas que também oneram sua construtora. Um começo é com despesas administrativas: além de ter algum custo para administrar o canteiro de obras, é possível que você tenha que centralizar parte desse gerenciamento em um escritório central. Daí, para mantê-lo, será necessário pagar todas as suas despesas, como aluguel, salários dos empregados, água, luz, telefone e até o cafezinho dos funcionários. Para custeá-las, é preciso obter financiamento através da atividade principal do escritório: a execução de obras. Assim, uma boa prática é dividir o custo com a sede proporcionalmente entre as obras que sua construtora executa e, portanto, uma fração desse custo racairá sobre a obra que você quer construir.


Defina um valor percentual para gastar com administração central, a incidir sobre o custo da obra em questão.
Não confunda a administração central com a administração local da obra. Consideraremos, a este ponto, apenas os custos para manter a sede da empresa e não custos com o canteiro de obras.

Administração central

Você pode alterar os limites nas configurações.
Há uma relação inversamente proporcional aqui: quanto maior for o porte da empresa ou do empreendimento a ser construído, menor será o percentual de administração central.